Faça a diferença na vida de milhões de pessoas

Junte sua voz pela descriminalização do aborto na Argentina!

Chegou a vez da Argentina descriminalizar o aborto e você pode ajudar a fazer isso acontecer.

Justiça para Venezuela

Na Venezuela não está havendo esperança de verdade ou justiça para as vítimas. É hora de a ONU agir e apoiá-los.

Quem matou e quem mandou matar Marielle? As investigações devem continuar!

Vamos pressionar para que a investigação continue até identificar quem matou e quem mandou matar Marielle Franco.

Mais Ações
Seja um Defensor
da Liberdade
Doe agora
Junte-se à Anistia

Faça parte desse movimento global.

Faça parte

Assine a Newsletter

Fique por dentro das notícias da Anistia Internacional Brasil.

Obrigado por se cadastrar, em breve você receberá mais informações da Anistia Internacional Brasil.

Notícias

13.06

Nota Pública: Decreto sobre Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura amplia riscos de institucionalização da tortura no país, afirma Anistia Internacional

Anistia Internacional lança nota pública a respeito do Decreto 9.831, que exonerou os 11 membros do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (MNPCT).

07.06

Greta Thunberg e o movimento Fridays for Future são os Embaixadores de Consciência em 2019

A ativista Greta Thunberg e o movimento estudantil Fridays for Future foram homenageados Embaixadores de Consciência da Anistia Internacional em 2019

06.06

Alteração na política nacional de drogas é punitiva e proibicionista

Anistia Internacional recomenda que a política nacional sobre drogas no Brasil tenha como foco o respeito e a proteção dos direitos humanos

Mais notícias

Blog

07.06

Dei água aos migrantes que estavam cruzando o deserto do Arizona e fui acusado de crime

Conforme o governo reprime a ajuda humanitária, o meu caso pode abrir um perigoso precedente

03.06

Use sua força e derrube esse muro de violações de direitos

Para além da barreira física, o muro é também a representação simbólica da separação, do obstáculo, do “você não é bem-vindo aqui”.

Mais Posts

VOZES PELOS
DIREITOS HUMANOS

Pela segunda vez em menos de dois anos, uma violenta repressão homofóbica deixou as pessoas LGBTI na Chechênia temendo por suas vidas.

Natalia Prilutskaya