Anistia Internacional realiza ação na cidade durante Amanhecer por Marielle e Anderson

Imprimir
14 de abril de 2018 Segurança pública Defensores de direitos humanos Liberdade de expressão

Ativistas da Anistia Internacional colaram cartazes na área próxima à Divisão de Homicídios da capital com a pergunta “Quem Matou Marielle?”.

.

A Anistia Internacional realizou nesta manhã, 14 de abril, data em que se relembra um mês do assassinato de Marielle Franco, uma ação de ativismo e intervenção urbana com a presença de ativistas na região próxima a Delegacia de Homicídios, que é a responsável pela investigação do caso.

.

Durante a ação foram colados materiais do tipo lambe-lambe com a frase “Quem matou Marielle?” em muros e postes da região próxima a DH da capital, na Barra da Tijuca.

.

.

“A Anistia Internacional cobra das autoridades responsáveis que reafirmem o compromisso de investigar quem matou e quem mandou mandar Marielle Franco e Anderson Gomes”, afirma Renata Neder, coordenadora de pesquisa da Anistia Internacional.

“O assassinato de Marielle, uma mulher negra, a 5ª vereadora mais votada da cidade do Rio de Janeiro, defensora de direitos humanos, é um crime emblemático. Quem mata um defensor dos direitos humanos em geral não quer silenciar apenas aquela pessoa, mas quer provocar uma espiral de medo e silêncio, quer desmobilizar um grupo e uma luta. Nāo deixaremos isso acontecer. Seguiremos mobilizados em memoria de Marielle e cobrando uma resposta do estado”, pontua Neder.

.

Um grupo de ativistas da Anistia Internacional estará presente na caminhada que acontece hoje, na parte da tarde, saindo da Lapa e chegando ao Estácio, refazendo o último trajeto realizado por Marielle, antes de ser assassinada.

.

Confira imagens da ação Amanhecer por Marielle e Anderson da Anistia Internacional no Rio de Janeiro. Fotos: Lucas Jatobá.

.

Saiba mais

Assine por Justiça para Marielle!

Brasil: Autoridades devem dar uma resposta sobre quem matou Marielle Franco

14 de abril de 2018 Segurança pública Defensores de direitos humanos Liberdade de expressão

Mais Notícias

17 de setembro de 2020 | Segurança pública Mulheres Conflitos

Moçambique: Vídeo mostra assassinato de mulher nua e prova mais uma vez violações de direitos humanos pelas forças armadas estatais

A Anistia Internacional exige que as autoridades em Moçambique devem de imediato abrir uma investigação independente e imparcial à execução extrajudicial de uma mulher

14 de setembro de 2020 | Segurança pública Conflitos Indivíduos em risco Tortura Violência policial

Colômbia: Anistia Internacional condena atos de tortura e o uso de força excessiva pela polícia

Anistia Internacional acompanha situação da Colômbia, onde o advogado Javier Ordoñez foi morto após violenta e desproporcional abordagem por parte da Polícia Nacional

14 de setembro de 2020 | Liberdade de expressão

Trabalhe Conosco: Estágio em Comunicação

A Anistia Internacional Brasil está em busca um estagiário ou estagiária para a equipe de Comunicação.
Tem interesse em fazer parte da nossa equipe?
Carregar mais notícias