ESCREVA POR DIREITOS

A campanha Escreva por Direitos, da Anistia Internacional, ocorre todos os anos desde 2009. Este ano, a maior campanha de direitos humanos do mundo começa dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos – em que a Declaração Universal dos Direitos Humanos foi aprovada, em 1948. Escreva por Direitos tem como objetivo trazer mudanças para a vida de pessoas ou comunidades que sofreram ou estão em risco de sofrer violações de direitos humanos. Entre as muitas ações desenvolvidas na campanha, a Anistia Internacional leva casos de pessoas, grupos e comunidades aos tomadores de decisão que podem mudar a situação, dá visibilidade por meio de ações públicas e traz atenção internacional por meio da mídia e da exposição na internet.

A campanha Escreva por Direitos consiste em uma maratona de escrita de cartas que envolve milhões de pessoas em todo o mundo. Como resultado do chamado internacional à ação, tomadores de decisão são bombardeados com essas mensagens. Os casos deste ano são de pessoas presas por defenderem seus direitos e expressarem suas opiniões, ativistas LGBTI vitimizados apenas por serem quem são, manifestantes pacíficos espancados e alvejados, defensores e defensoras do meio ambiente assediados e intimidados, e outras vítimas de violações dos direitos humanos. Essas pessoas receberão mensagens de solidariedade de milhares de apoiadores e apoiadoras de diversos cantos do mundo. Elas e suas famílias saberão que seus casos estão sendo levados à atenção do público e que não estão esquecidas.

Os resultados de campanhas semelhantes em anos anteriores são impressionantes. Indivíduos afetados pelas violações relatam a diferença que essas cartas fizeram em suas vidas, expressam sua gratidão àqueles que as escreveram e, muitas vezes, descrevem a força que reuniram ao saber que tantas pessoas estão preocupadas com seus casos.

Muitas vezes há uma mudança notável por parte dos oficiais do Estado em relação a esses indivíduos: as acusações são retiradas, o tratamento se torna menos severo, e leis ou regulamentos que tratam do problema são estabelecidos.

  • Pessoas em mais de 170 países e territórios participam de todos os tipos de eventos
  • Escrevendo milhões de cartas, e-mails, tweets e assinando petições
  • Apoiando pessoas que foram assediadas, ameaçadas e presas apenas pelo que são ou pelo que lutam
  • Pressionando governos, líderes e tomadores de decisão
  • Mostrando amor e apoio a essas pessoas e suas famílias
  • E fazendo a mudança acontecer – libertando ativistas e protegendo as pessoas que lutam pela mudança

Você também quer fazer parte da mudança? Entre em ação com a gente! Assine as petições e exija justiça para Gustavo Gatica, que ficou cego pela polícia enquanto se manifestava no Chile, e proteção para Jani Silva, uma defensora da Amazônia colombiana ameaçada de morte. 

Mais campanhas

Nossas Vidas Importam
Atue agora
Escreva por Direitos 2019
Entre em ação
BRAVE – A campanha pelos Defensores dos Direitos Humanos
atue agora

Como a mudança acontece

Pesquisa

A mudança começa pelo levantamento de informações, documentação e análise sobre as violações de direitos humanos por parte de governos e atores privados.

Incidência

Usamos nossas análises para influenciar e pressionar governos, empresas e tomadores de decisão a fazer o que é certo.

Campanhas e Mobilização

Através de petições, cartas e ações nas ruas e online, mobilizamos o apoio de pessoas e instituições em todo o mundo, elevando a pressão para fazer a mudança acontecer.