Para marcar o Dia Internacional dos Direitos Humanos e os 75 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, a Anistia Internacional Brasil fará, no próximo domingo (10), uma intervenção de rua, às 14h, na Praça Dorival Caymmi, em Itapuã.

A ação tem o objetivo de celebrar o ativismo e a importância de se mobilizar por Direitos Humanos, além de colher assinaturas e cartas para a Escreva por Direitos, a maior campanha de direitos humanos do mundo, que, em 2023, destaca a história de Ana Maria Santos Cruz.

Há cinco anos, Ana Maria teve de transformar a dor e o luto pela perda de um filho em força para lutar por justiça e verdade. Em 2018, aos 31 anos, Pedro Henrique Santos Cruz foi assassinado em Tucano, a cerca de 270 km de Salvador, BA, após ter liderado um movimento que questionava a brutalidade policial na cidade. Homem negro e ativista pelos Direitos Humanos, Pedro teve sua casa invadida, na madrugada do dia 27 de dezembro de 2018,
enquanto dormia.

A ação é vista por familiares e amigos de Pedro como uma represália ao ativismo contra a violência policial que ele fazia na região. A principal testemunha também identificou os autores como sendo PMs. Os policiais suspeitos de matarem Pedro Henrique foram indiciados em 2019. Mas quase cinco anos depois, eles trabalham normalmente e não foram levados a julgamento.

Apesar das ameaças contínuas e da dor da perda, Ana Maria segue buscando corajosamente a verdade sobre a morte de Pedro Henrique, apelando às autoridades para que, de fato, investiguem e para que os responsáveis sejam julgados. A “Escreva por Direitos” promove mudanças na vida de defensores e defensoras de direitos
humanos, gente que passa por injustiças ao redor do mundo e de comunidades que experimentam violações. Entre as ações da campanha, a Anistia Internacional também apresenta as reinvindicações dos protagonistas desses casos e suas histórias a autoridades que podem mudar suas realidades.

A campanha estimula as pessoas a escreverem cartas para líderes nacionais, locais e mundiais exigindo a proteção de indivíduos que tiveram seus direitos violados, como é justamente o caso de Ana Maria. Nesta edição, a Anistia fará uma petição que cobra a celeridade nas investigações ao Ministério Público da Bahia, órgão responsável pela denúncia após a fase do inquérito.

Além da coleta de assinatura, a programação do dia 10 também inclui pedalada pela ciclovia entre Itapuã e Piatã, roda de capoeira e apresentação das Ganhadeiras de Itapuã.

Serviço:
Intervenção pelos Direitos Humanos
Data da ação: 10/12
Horário: 13h as 19h
Local: Na orla da Praia de Itapuã, entre o quiosque lambretão e a estátua de Dorival Caymmi
– Itapuã/Salvador

PROGRAMAÇÃO:
13h30 – Chegada dos ativistas na praça
14h – Início da ação com coleta de assinaturas
14h30 -Pedalada pela ciclovia entre Itapuã e Piatã (4,4km)
16h – Intervenções
17h – Roda de capoeira
18h – Ganhadeiras de Itapuã

Mais Publicações