Nota urgente: justiça para Marielle Franco

Imprimir
15 de março de 2018 Defensores de direitos humanos
Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro e defensora de direitos humanos, foi assassinada na noite de quarta-feira, 14. (Foto: Mídia Ninja)

O Estado, através dos diversos órgãos competentes, deve garantir uma investigação imediata e rigorosa do assassinato da vereadora do Rio de Janeiro e defensora dos direitos humanos Marielle Franco.

Marielle foi morta a tiros na noite desta quarta feira, 14 de março, no bairro do Estácio na cidade do Rio de Janeiro.

Marielle Franco é reconhecida por sua histórica luta por direitos humanos, especialmente em defesa dos direitos das mulheres negras e moradores de favelas e periferias e na denúncia da violência policial.

Não podem restar dúvidas a respeito do contexto, motivação e autoria do assassinato de Marielle Franco.

#JustiçaParaMarielle

15 de março de 2018 Defensores de direitos humanos

Mais Notícias

13 de junho de 2019 | Tortura

Nota Pública: Decreto sobre Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura amplia riscos de institucionalização da tortura no país, afirma Anistia Internacional

Anistia Internacional lança nota pública a respeito do Decreto 9.831, que exonerou os 11 membros do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (MNPCT).

7 de junho de 2019 | ___

Vaga: Assessor/a de Comunicação Digital

A Anistia Internacional está buscando uma nova pessoa para integrar a equipe de Campanhas e Comunicação para atuar como Assessor/a de Comunicação Digital.

7 de junho de 2019 | ___

Vaga: Assessor/a de Campanhas

Anistia Internacional está buscando uma nova pessoa para integrar a equipe de Campanhas e Comunicação para atuar como Assessor/a de Campanhas.
Carregar mais notícias