Nota urgente: justiça para Marielle Franco

Imprimir
15 de março de 2018 Defensores de direitos humanos
Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro e defensora de direitos humanos, foi assassinada na noite de quarta-feira, 14. (Foto: Mídia Ninja)

O Estado, através dos diversos órgãos competentes, deve garantir uma investigação imediata e rigorosa do assassinato da vereadora do Rio de Janeiro e defensora dos direitos humanos Marielle Franco.

Marielle foi morta a tiros na noite desta quarta feira, 14 de março, no bairro do Estácio na cidade do Rio de Janeiro.

Marielle Franco é reconhecida por sua histórica luta por direitos humanos, especialmente em defesa dos direitos das mulheres negras e moradores de favelas e periferias e na denúncia da violência policial.

Não podem restar dúvidas a respeito do contexto, motivação e autoria do assassinato de Marielle Franco.

#JustiçaParaMarielle

15 de março de 2018 Defensores de direitos humanos

Mais Notícias

14 de dezembro de 2018 | Política internacional Migrantes

Construção de um muro na fronteira dos Estados Unidos coloca milhares de vidas em risco

Esta não foi a primeira morte no sul da fronteira e, infelizmente, não será a última.

13 de dezembro de 2018 | Política internacional Liberdade de expressão

Nicarágua: ataque ao CENIDH é um golpe aos direitos humanos

É extremamente alarmante que organizações com a trajetória e legitimidade do CENIDH estejam sendo perseguidas.

11 de dezembro de 2018 | Política internacional Conflitos Migrantes

EUA: políticas catastróficas de imigração resultam em violação generalizada dos direitos humanos

Relatório expõe violações de direitos humanos cometidas pelo governo dos EUA contra pessoas que buscam asilo na fronteira
Carregar mais notícias