A ONG Sphere tem defendido os direitos LGBTI e das mulheres desde 2006, e está entre as organizações mais antigas de sua categoria no país. Fundada pelas ativistas Anna Sharyhina e Vira Chernygina, ela oferece um espaço seguro para mulheres e pessoas LGBTI em Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia.

Embora a Ucrânia seja considerado um dos países pós-Soviético mais progressistas em relação aos direitos LGBTI, o país ainda não toma uma atitude perante a taxa de crescimento de crimes de ódio. Com a proliferação de grupos que perseguem pessoas LGBTI no país, a Sphere tem sofrido diversos ataques discriminatórios. Esses grupos atacaram os apoiadores e as instalações da Sphere, urinando em suas paredes, espalhando fezes nas maçanetas, quebrando janelas e entoando slogans homofóbicos em frente à organização. Houve dezenas de ataques como esses. Anna e Vira os denunciaram para a polícia, mas ninguém foi responsabilizado.

Em 2019, a Sphere organizou a primeira Parada de Kharkiv. Apesar das ameaças e da intimidação, a Sphere criou um evento extremamente bem-sucedido frequentado por até 3.000 pessoas. Mas a polícia não conseguiu protegê-las. Ao contrário, ela se uniu a quem cometia abusos homofóbicos. Anna e Vira dizem que a inação da polícia diante dos ataques constantes deixou a Sphere e seus apoiadores em um estado permanente de medo.

“Quero que nossos agressores sejam responsabilizados nos termos da lei”  diz Anna.

Junte sua voz ás de Anna e Vira. Peça à Ucrânia para fazer justiça contra quem agrediu a Sphere.

Preencha o formulário ao lado e assine esta petição.

Assinaturas Atuais