Vaga: Diretor/a de Campanhas e Programas na Anistia Internacional Brasil

Imprimir
5 de novembro de 2019 ___
vaga-anistia-internacional

A Anistia Internacional está procurando uma pessoa para se juntar à equipe! A vaga para Diretor/a de Campanhas e Programas é baseada no Rio de Janeiro e e responsável pelas estratégias da área programática de direitos humanos, pesquisas e Campanhas, relacionamento com a comunidade de direitos humanos e autoridades governamentais, advocacy e relacionamento com a mídia, apoio e engajamento de voluntários, articulação integrada com o movimento internacional e outras partes interessadas, educação e Direitos Humanos, interação e apoio a estratégias de mobilização de recursos e apoiadores, relacionamento com apoiadores institucionais (Trusts & Foundations) em colaboração com todos departamentos.

ESTRUTURA DO POSTO
Posto: Diretor(a) de Campanhas e Programas
Reporte : Direção Executiva
Departamento: Campanhas e Programas

MISSÃO DO CARGO

  • O Diretor de Campanhas e Programas, com base no trabalho de direitos humanos desenvolvido no Brasil, proporcionará a liderança estratégica e a visão para as seguintes áreas da Anistia Internacional Brasil (AIB);
  1. Pesquisa, Políticas e advocacy;
  2. Campanhas e Comunicações;
  3. Ativismo e Mobilização;
  4. Educação em Direitos Humanos;
  • Desenvolver uma estratégia integrada para as prioridades de direitos humanos do país, supervisionando sua aplicação e assegurando a coerência entre as políticas e as estratégias da AIB para seu trabalho no Brasil;
  • Assegurar a aplicação dos padrões de trabalho da Anistia Internacional (AI) em todo o departamento, principalmente com relação à estratégia e à metodologia de pesquisa, às atividades de campanha, às publicações e à mídia;
  • Representar a AIB, juntamente com outras pessoas, em atividades de alto nível junto ao governo, aos meios de comunicação e a outras partes relevantes ao trabalho da organização;
  • Conduzir o desenvolvimento de uma estratégia política integrada de direitos humanos que incorpore campanhas institucionais, advocacy, comunicações, mobilização, ativismo e estratégia de crescimento, assegurando que a AIB mantenha um papel de destaque quando surgirem demandas por ações rápidas, decisivas e respeitadoras de direitos para lidar com situações e crises de direitos humanos. Manter-se à frente das iniciativas para criar e preservar os mecanismos de direitos humanos mais eficazes para alcançar este objetivo;
  • Gerir os recursos humanos e financeiros do departamento, assegurando que o escritório funcione de modo integrado.

RESPONSABILIDADES E PAPÉIS

Direção estratégica

  • Responder pela gestão de pessoas das diferentes equipes da área de Campanhas e Programas, do orçamento e das despesas da área sob sua responsabilidade, assegurando o efetivo acompanhamento;
  • Oferecer conselhos políticos adequados e oportunos, inclusive com relação a questões e tendências emergentes, sobretudo situações de crise e tendências políticas/econômicas que afetem os direitos humanos, a fim de assegurar um foco estratégico contínuo no nível nacional e de contribuir com uma perspectiva regional apropriada para o estabelecimento das diretrizes gerais do trabalho de direitos humanos da AI no nível global;
  • Como membro importante da Equipe de Direção, contribuir com o desenvolvimento de um plano estratégico efetivo para concretizar a visão da AIB, em consonância com os Objetivos Estratégicos da AI, que inspire e incentive o público interno e externo relevante;
  • Exercer liderança estratégica e oferecer expertise e avaliações políticas adequadas para o trabalho da AI no Brasil, a fim de conduzir a formulação de estratégias nacionais, regionais e temáticas integradas e coerentes, bem como planos operacionais e respostas a situações de crise que produzam impactos concretos em termos de direitos humanos. Tais estratégias são desenvolvidas em colaboração com outras partes interessadas relevantes dentro e fora da AI, devendo estar de acordo com as estratégias e prioridades globais da organização;
  • Estar atento ao que acontece no mundo para detectar oportunidades, ameaças e tendências, manter-se atualizado com relação aos acontecimentos políticos, da sociedade civil, dos direitos humanos e de outras áreas de interesse no país e na região, e realizar/liderar trabalhos de campo que assegurem a gestão de riscos e uma direção informada ao trabalho desenvolvido pelo departamento;
  • Construir e manter relações de trabalho efetivas com as seções e estruturas da AI a fim de identificar e explorar oportunidades de cooperação, compartilhamento de informações e solução de problemas;
  • Representar a AI nos eventos de alto nível, inclusive em atividades de campo, com autoridades do governo, junto a organizações internacionais e da sociedade civil, em eventos públicos e com os meios de comunicação, assegurando que a posição da AI seja comunicada de modo efetivo, inclusive formulando e transmitindo mensagens elaboradas para influenciar os públicos apropriados.

Campanhas e Comunicações

  • Produzir campanhas de impacto plenamente integradas (nacionais/regionais/globais), inclusive supervisionar o planejamento integrado e a execução de todos os projetos de campanha, garantindo que a AIB produza um conjunto coerente de projetos de campanha que reflitam as prioridades organizacionais;
  • Elaborar e implementar uma Estratégia de Campanha para a AIB que promova mudanças em termos de direitos humanos e crescimento organizacional;
  • Trabalhar junto aos setores de campanha, comunicação, ativismo, construção do movimento e mídia a fim de aumentar a participação dos ativistas e do público nas campanhas da AI e apoiar tanto o crescimento quanto o impacto de direitos humanos;
  • Promover a inovação nas áreas de comunicação, campanhas e ativismo, inclusive experimentando novas táticas, técnicas e metodologias para produzir estratégias eficazes de campanha.

Pesquisa, Políticas e Advocacy

  • Liderar a realização de missões de pesquisa de campo e elaborar planos e projetos de pesquisa em direitos humanos;
  • Assegurar a integração de pesquisa e ação em nível nacional, a fim de oferecer um programa de trabalho efetivo e coerente que produza resultados concretos para os direitos humanos em conformidade com a missão da AI e com suas prioridades, estratégias e normas;
  • Liderar a elaboração de um plano operacional efetivo para o trabalho de advocacy da AIB, baseado nos planos estratégicos da organização, para assegurar uma advocacy eficaz em todo o espectro dos direitos humanos e uma resposta efetiva às crises e situações de direitos humanos, além de informar com regularidade sobre a implementação do plano operacional;
  • Construir relacionamentos sólidos com atores externos relevantes (como governo, fóruns governamentais, organizações da sociedade civil) que tenham papel importante na promoção e proteção dos direitos humanos em nível nacional e regional, fortalecendo a reputação da AI como autoridade em matéria de análises e intervenções efetivas no campo dos direitos humanos;
  • Prestar apoio constante e integrado a todo o pessoal da área de pesquisa e campanha da AIB por meio de orientações, treinamentos e facilitação de treinamentos sobre as normas de pesquisa da Anistia Internacional, incorporando a transferência de habilidades, de conhecimentos e de redes. Monitorar a implementação dessas normas e adotar estratégias de adesão quando alguma lacuna for identificada;
  • Assegurar a integração de pesquisa e ação a fim de oferecer um programa de trabalho efetivo e coerente que produza resultados concretos para os direitos humanos em conformidade com a missão da AI e com suas prioridades, estratégias e normas.

Ativismo e Mobilização

  • Desenvolver uma estratégia de ativismo e mobilização robusta e inovadora, com vistas a consolidar um movimento diverso, descentralizado e sustentável, capaz de produzir mudanças efetivas em termos de direitos humanos no Brasil e na comunidade global;
  • Promover inovação na área de mobilização e ativismo, inclusive experimentando novas táticas, técnicas e metodologias que resultem em estratégias de campanha eficazes;
  • Assegurar a integração de ativismo e mobilização em nível nacional, regional e global, a fim de oferecer um programa de trabalho efetivo e coerente que produza resultados concretos para os direitos humanos, em conformidade com a missão da AI e com suas prioridades, estratégias e normas.;
    Educação em Direitos Humanos
  • Desenvolver uma estratégia de educação em direitos humanos robusta e inovadora, com vistas a ampliar o nível de informação e a adesão aos direitos humanos como pressuposto para a produção de mudanças efetivas em termos de direitos humanos no Brasil e na comunidade global;
  • Promover inovação na área, inclusive experimentando novas táticas, técnicas e metodologias que resultem em estratégias de ação eficazes;
  • Assegurar a integração da área com os diferentes departamentos e ações da AI em nível nacional, regional e global, a fim de oferecer um programa de trabalho efetivo e coerente que produza resultados concretos para os direitos humanos, em conformidade com a missão da AI e com suas prioridades, estratégias e normas.

Garantia de Qualidade e Relatórios

  • Supervisionar, no âmbito nacional, a garantia de qualidade de todas as atividades de pesquisa, campanha e advocacy, bem como de seus resultados, e avaliar os planos de pesquisa, as propostas de missões e os planos de ação de advocacy, trabalhando junto aos originadores para assegurar que a estratégia de pesquisa seja adequada e direcionada, que as questões metodológicas, legais e de política sejam devidamente tratadas e que as evidências, análises e conclusões sejam convincentes o suficiente para gerar mudanças;
  • Assegurar o cumprimento das metodologias desenvolvidas no âmbito global para garantia de qualidade e avaliação de impacto, certificando-se de que as atividades observem as normas organizacionais de pontualidade, rigor, consistência, equilíbrio, independência e imparcialidade;
  • Assegurar a identificação e o compartilhamento de modelos de melhores práticas e a produção de relatórios oportunos relativos aos principais indicadores de desempenho da entidade que avalia os impactos em questões de direitos humanos no Brasil;
  • Assegurar que a equipe produza relatórios suficientemente claros e detalhados sobre o impacto de seu trabalho, inclusive para os financiadores;
  • Assegurar que os resultados de todas as atividades sejam submetidos às devidas avaliações em matéria de pesquisa, legislação e políticas;
  • Desenvolver e implementar um modelo de avaliação para projetos e campanhas.

Arrecadação de Fundos, Finanças e Administração

  • Contribuir com o processo de arrecadação de fundos, sobretudo junto às fundações e parcerias institucionais;
  • Contribuir com o Diretor Executivo na concepção e implementação do modelo de governança corporativa, de modo a favorecer a atração de grandes doadores;
  • Trabalhar junto ao Gerente Financeiro na definição, supervisão e gestão do orçamento, produzindo relatórios orçamentais e de despesas do trabalho realizado pela equipe;
  • Gerenciar as equipes de Campanhas e Programas, definindo prioridades, designando e monitorando atividades e responsabilidades, provendo os recursos necessários, promovendo e desenvolvendo os integrantes das equipes, identificando necessidades de treinamento, avaliando e providenciando os movimentos de funcionários, visando à produtividade, à qualidade, aos resultados, à integração e à sinergia entre as pessoas, bem como à identificação de talentos;
  • Administrar as avaliações de risco e supervisionar a implementação de procedimentos de segurança para os funcionários do programa, principalmente quando em missões, viagens ou outras situações de alto risco;
  • Responsabilidade pelo dever de cuidar dos funcionários, inclusive, se necessário, contribuindo com sua segurança física e digital, com a saúde e a precaução, além das normas e políticas de recursos humanos, com apoio do Gerente Administrativo.
  • Promover uma cultura de integração organizacional entre os programas e administrar uma coordenação efetiva com os funcionários relevantes do Secretariado Internacional, com as equipes temáticas globais e com outros escritórios, a fim de identificar e explorar oportunidades de cocriação, cooperação, colaboração, compartilhamento de informações e solução de problemas;
  • Substituir, quando necessário, o Diretor Executivo que representa a Anistia Internacional no Brasil junto ao público, ao governo, aos líderes empresariais, às ONGs internacionais, à mídia, aos atuais e potenciais doadores, às ONGs parceiras, aos movimentos sociais, às organizações comunitárias de base e aos portadores de direitos, bem como promover colaboração e parcerias estratégicas com as partes interessadas relevantes.

Apoio ao Diretor Executivo

  • Apresentar análises e relatórios periódicos das atividades e resultados das ações de Campanhas e Programas;
  • Apoiar a presença e as manifestações públicas nos meios de comunicação;
  • Apoiar e contribuir com iniciativas para atrair grandes doadores;
  • Apoiar as articulações e negociações com outras seções e estruturas do Movimento Internacional;
  • Apoiar o relacionamento com o Conselho, a Assembleia Geral e outras iniciativas, conforme necessário;
  • Representar a AIB por meio de contatos com outras organizações e de participação em eventos e grupos de trabalho, compartilhando melhores práticas;
  • Monitorar constantemente os movimentos e tendências nas áreas de intervenção da Anistia Internacional, visando a subsidiar a organização e propor ações que ampliem o escopo dos objetivos e causas da organização.

Gerais

  • Realizar a Missão, a Visão e os Princípios da AIB;
  • Exercer as atividades administrativas de acordo com os Princípios, o Código de Ética e Conduta, as Políticas, as Diretrizes e os Procedimentos da organização.

Segurança

  • Cumprir com todos os protocolos de segurança estabelecidos pela AIB.
Esta não é uma relação completa de tarefas. Espera-se que o titular do cargo tenha flexibilidade e que execute quaisquer outras tarefas pertinentes como parte de sua responsabilidade pela gestão coletiva da AIB, as quais estejam dentro das habilidades e capacidades do funcionário quando assim instruído de modo razoável.
Esta descrição de funções poderá eventualmente ser revisada ou complementada. Quaisquer emendas, acréscimos, exclusões ou outras alterações serão efetuadas após consulta com o titular do cargo e serão confirmadas por escrito.

REQUISITOS DO CARGO

  1. Formação: Nível superior completo com cursos de extensão relacionados aos propósitos da AI.
  2. Experiência: Ampla experiência em gestão e no desenvolvimento de Programas e Campanhas no 3º setor.
  3. Excelente comunicação verbal e escrita nos idiomas Inglês e Português .

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES COMPORTAMENTAIS

  • Paixão pelo propósito
  • Visão Estratégica
  • Empreendedorismo
  • Criatividade /Inovação
  • Planejamento e controle
  • Liderança e Gestão de pessoas
  • Negociação e Gerenciamento de Conflitos
  • Liderança inclusiva
  • Gestão de Processos e Resultados
  • Comunicação verbal e escrita (escuta ativa)
  • Relacionamento interpessoal
  • Espírito de equipe
  • Humor
  • Flexibilidade
  • Integridade

DECLARAÇÃO DE IGUALDADE
A igualdade e a diversidade estão no coração dos valores da Anistia Internacional Brasil e espera-se que os funcionários trabalhem de forma coletiva e individual para promover uma abordagem construtiva e sensível para todos independente de deficiência, nacionalidade, gênero, identidade de gênero, orientação sexual, raça, idade, religião/crença ou quaisquer outras características pessoais onde o trabalho de todos é valorizado e respeitado.

CONFLITO DE INTERESSES
No curso de seu trabalho, é essencial que os funcionários evitem qualquer indício de parcialidade ou favoritismo ao lidar com clientes, prestadores de serviço, fornecedores, empregados ou outras partes interessadas.

Todos os funcionários que se encontrarem em uma posição que possa ser vista como capaz de influenciar o resultado de seu trabalho ou a realização de um contrato ou pedido de produtos ou serviços necessários para a Anistia Internacional Brasil, e tiverem interesse financeiro ou pessoal (direta ou indiretamente) em um prestador ou possível fornecedor, devem declarar imediatamente o interesse neste estágio. A partir de então, devem afastar-se do processo de tomada de decisão e de qualquer negociação relacionada.

CANDIDATURAS SERÃO ACEITAS ATÉ 28/11/2019

Somente serão aceitas as inscrições feitas através do site do IPO – Instituto de Psicologia Organizacional (www.ipoinstituto.com.br). Acesse o link a seguir:
http://ipoinstituto.ats.peoplenect.com/cgi-bin/a/highlightjob.cgi?jobid=1179 

Cadastre seu CV e anexe uma carta de apresentação em inglês indicando porque você seria o/a candidato/a para esse posto (no máximo com 350 palavras). Informar na carta a sua pretensão salarial. Associe-se à oportunidade ao código: J19122DIRETCAMPA&PROGRAMAS.

Agradecemos seu interesse nesta posição. Serão convidados/as para o processo somente os profissionais que atendam aos requisitos acima descritos.

5 de novembro de 2019 ___

Mais Notícias

14 de novembro de 2019

Vaga: Coordenador(a) de Recursos Humanos e Administração

A Anistia Internacional está buscando uma nova pessoa para integrar a equipe de operações como Coordenador(a) de Recursos Humanos e Administração.

14 de novembro de 2019 | Defensores de direitos humanos

20 meses sem Marielle: nós não seremos arrastados para dentro deste labirinto

20 meses é tempo demais para seguir aguardando respostas. As notícias recentes sobre o caso mostram que as autoridades seguem presas num labirinto que só aumenta. Exigimos transparência e justiça

10 de outubro de 2019 | Política internacional Defensores de direitos humanos

Nota pública: As autoridades no Equador devem acabar imediatamente com a repressão às manifestações

As autoridades equatorianas devem pôr um fim imediato à pesada repressão de manifestações.
Carregar mais notícias