Vaga: Coordenador/a de Pesquisa, Política e Advocacy

Imprimir
17 de maio de 2019 ___

Estamos buscando uma nova pessoa para coordenar a área de Pesquisa, Políticas e Advocacy da Anistia Internacional Brasil. A vaga é para trabalho em nosso escritório no Rio de Janeiro. Tem interesse em trabalhar conosco? Acesse AQUI a descrição da vaga, veja se encaixa no perfil desejado e como se candidatar. Procuramos pessoas apaixonadas por direitos humanos e que estejam dispostas a trabalhar em uma equipe dinâmica, inspirada e compromissada. Se você é esta pessoa, veja o perfil detalhado abaixo e venha fazer parte da mudança junto conosco!

A área de Pesquisa, Políticas e Advocacy é responsável por pesquisar e documentar a situação de direitos humanos no Brasil, documentando casos de violações de direitos humanos, avaliando leis e políticas que afetam os direitos humanos, realizando pesquisas de fontes primárias e secundárias sobre direitos humanos; garantir que os conteúdos produzidos e usados pela Anistia Internacional Brasil estejam alinhados com as políticas internacionais da organização, revisando os materiais produzidos e ajustando a linguagem e o posicionamento, consultando as políticas internacionais e a legislação internacional, dialogando com a equipe internacional de Law and Policy; incidir sobre autoridades e instituições governamentais brasileiras para a adoção das recomendações feitas pela Anistia Internacional e para a adoção de leis e políticas de proteção e promoção dos direitos humanos; atuar nos espaços internacionais intergovernamentais (tais como ONU, OEA, G20, Fórum Econômico Mundial, entre outros) para que o Estado brasileiro se posicione internacionalmente em defesa dos direitos humanos em outros países e para que os outros Estados intercedam junto ao Estado brasileiro pela proteção dos direitos humanos no Brasil; articular redes e parcerias com organizações da sociedade civil e movimentos sociais no Brasil para análise de conjuntura, acompanhamento conjunto de casos de violações de direitos humanos, e implementação de estratégias comuns de incidência política.

Veja a descrição completa do cargo, competências, habilidades e todas as informações necessárias aqui.

Acesse a descrição completa da vaga

Inscrição

Enviar CV atualizado e carta de intenção explicando como acha que pode contribuir para essa posição para a Anistia Internacional Brasil e o nome de duas referências com telefone e e-mail, para o e-mail [email protected] até o dia 16 de junho de 2019, com o título “Coordenador/a de Pesquisa, Políticas e Advocacy”.

A igualdade e a diversidade estão no coração dos valores da Anistia Internacional Brasil e espera-se que os funcionários trabalhem de forma coletiva e individual para promover uma abordagem construtiva e sensível para todos independente de deficiência, nacionalidade, gênero, identidade de gênero, orientação sexual, raça, idade, religião/crença ou quaisquer outras características pessoais onde o trabalho de todos é valorizado e respeitado. A Anistia Internacional Brasil garante a igualdade de oportunidade em seus processos de seleção e procura ativamente compor um leque diverso de candidato/as.

17 de maio de 2019 ___

Mais Notícias

7 de julho de 2020 | Política internacional Conflitos

Enquanto a COVID-19 pega fogo, guerras continuam afetando civis

A resposta a uma pandemia exige um ato de construção, criando uma sociedade resiliente na qual cuidamos uns dos outros. Temos um inimigo desumano comum.

2 de julho de 2020 | Defensores de direitos humanos Mulheres Discriminação

A vulnerabilidade das trabalhadoras domésticas durante a pandemia

Entre o risco de perder a renda e o perigo de se expor ao coronavírus a vida das trabalhadoras domésticas se transforma numa angústia permanente.

25 de junho de 2020 | Liberdade de expressão

Projeto de lei sobre desinformação ameaça a liberdade de expressão e a privacidade online

Movimentos e organizações solicitam aos legisladores brasileiros que rejeitem imediatamente a última versão do texto, adiem a votação da chamada “Lei das Fake News” (PL 2630/2020)
Carregar mais notícias