Sobre as prisões de pessoas suspeitas de terem participado do assassinato de Marielle Franco

Imprimir
12 de março de 2019 Defensores de direitos humanos

Hoje, 12/03/2019, foram realizadas duas prisões de pessoas suspeitas de terem participado do assassinato de Marielle Franco. A investigação sobre essas pessoas deve ser independente e imparcial e, caso existam evidências suficientes e admissíveis contra elas, devem ser levadas à justiça para que, em um julgamento que respeite as garantias do devido processo, se determine sua eventual responsabilidade penal. A Anistia Internacional reitera a necessidade de, como já foi feito em outros países, um grupo externo e independente de peritos e especialistas para acompanhar as investigações e o processo penal. A organização reitera que as investigações devem continuar até que tanto os executores quanto os mandantes do assassinato sejam levados à justiça.

.

Leia também:

Após um ano de impunidade, autoridades devem levar à justiça os assassinos de Marielle Franco

Entre em ação

Wilson Witzel: quem matou e quem mandou matar Marielle Franco?

12 de março de 2019 Defensores de direitos humanos

Mais Notícias

30 de julho de 2020 | Defensores de direitos humanos Pena de morte

Magai Matiop Ngong deixa corredor da morte

O Supremo Tribunal do Sudão do Sul retirou na quarta-feira, 29 de julho, Magai Matiop Ngong do corredor da morte, depois de ter sua pena de morte anulada no dia 14 de julho.

27 de julho de 2020 | Memória, Verdade e Justiça Tortura

Anistia Internacional exige o fim de investigações sigilosas contra críticos do governo federal

Exigimos o fim de toda e qualquer investigação secreta e ilegal contra opositores do governo federal, como a que foi noticiada recentemente.

25 de julho de 2020 | Terra Indígenas e populações tradicionais

Empresa critica uso de suas auditorias pela JBS na Amazônia

Empresa contratada pela JBS para auditar sua cadeia de fornecimento entre 2017 e 2019, criticou a empresa por ter declarado falsamente que operações na amazônia não causam desmatamento .
Carregar mais notícias