Honduras: prisão de executivo do DESA deve ser seguida por outras ações contra todos envolvidos com o assassinato de Berta Cáceres

Imprimir
5 de março de 2018 Política internacional Defensores de direitos humanos Terra Indígenas e populações tradicionais
2015_BertaCaceres_ogweb (1)

Após a decisão das autoridades hondurenhas de prender Roberto David Castillo, presidente executivo da Desarrollos Energéticos SA (DESA), pelo envolvimento no assassinato da defensora ambiental dos direitos humanos Berta Cáceres, Erika Guevara-Rosas, diretora regional da Anistia Internacional nas Américas, declarou:

.

“A investigação do papel dos membros seniores da DESA, empresa que criou a barragem contra a qual Berta Cáceres fez campanha, no seu brutal assassinato há dois anos, chega com atraso. Mas a campanha não deve parar aqui. As autoridades devem garantir que todos os envolvidos no assassinato de Berta Cáceres sejam levados à justiça em julgamentos justos.

No ano passado, uma equipe de especialistas internacionais apresentou evidências que indicam que outros agentes estaduais de alto escalão e executivos do DESA podem estar envolvidos no assassinato de Berta. As autoridades hondurenhas devem continuar as investigações e, se houver provas suficientes, apresentar acusações contra todos os envolvidos no assassinato, inclusive aqueles que ordenaram o crime.

.

Saiba mais

Encontraremos a justiça verdadeira para Berta Cáceres

Honduras: fracasso em identificar assassinos de Berta Cáceres coloca outros ativistas em risco

Ataques letais mas evitáveis: assassinatos e desaparecimentos forçados daqueles que defendem direitos humanos

5 de março de 2018 Política internacional Defensores de direitos humanos Terra Indígenas e populações tradicionais

Mais Notícias

21 de junho de 2018 | Política internacional Defensores de direitos humanos

Turquia: Tribunal desafia a lógica mantendo presidente do Conselho da Anistia Internacional Turquia preso

"Decisão de manter nosso colega na cadeia, além de partir nosso coração, é mais uma inversão do papel da justiça." diz Salil Shetty

20 de junho de 2018 | Política internacional Defensores de direitos humanos

Turquia: “Quando eu for solto quero seguir em frente” diz presidente do conselho da Anistia Internacional Turquia preso

Nada pode trazer de volta os momentos que Taner perdeu, mas amanhã a corte pode pôr fim a essa injustiça e permitir que Taner retome seu trabalho vital

20 de junho de 2018 | Política internacional Defensores de direitos humanos Liberdade de expressão

Turquia: Processo contra Taner Kiliç deve ser encerrado depois do relatório policial não encontrar nenhuma evidência de irregularidade

Relatório policial não encontrou nada que sugira que Taner Kılıç tenha tido o controverso aplicativo ByLock em seu telefone.
Carregar mais notícias