Na Turquia, ‘terroristas’ são todos os que discordam do atual governo

Anistia Internacional

VER TODOS OS POSTS    

Tags: , , ,

Por Fernando N. Furriela*

Taner Kiliç é como eu: advogado e pai de duas meninas. Trabalhamos pelos direitos humanos, mostrando o impacto das violações e inspirando grupos e indivíduos a agir diante de injustiças e repará-las. 

.

Há mais de 30 anos fazemos parte de um movimento de pessoas com mais de sete milhões de apoiadores. Atualmente presidimos voluntariamente o Conselho da Anistia Internacional em nossos respectivos países. Eu no Brasil, ele na Turquia. Temos muito em comum, mas há um ano estamos separados por uma grade.

.

Taner Kiliç foi preso acusado do crime de terrorismo. Atualmente, na Turquia, “terrorista” é toda pessoa que discorda dos métodos e das ideias do atual governo.

.

Durante toda sua carreira como advogado de direitos humanos, ele atuou em defesa de pessoas refugiadas e ajudou centenas de sobreviventes a recomeçar suas vidas em um novo país.

.

Segundo a acusação, Taner teria baixado em seu celular um aplicativo para troca de mensagens criptografadas, que para o governo turco é usado por terroristas. Após analisar o aparelho, peritos disseram sob judice que isso nunca aconteceu.

.

Outras pessoas foram detidas pela mesma acusação e foram soltas. Taner não.

.

Há três meses, vimos no Rio o brutal assassinato de Marielle Franco, defensora de direitos humanos e vereadora que denunciava violações contra jovens negros, mulheres e pessoas LGBTI.

.

No Brasil ou na Turquia, ameaçar, prender ou matar um defensor de direitos humanos com a visibilidade de Taner ou Marielle é uma clara tentativa de silenciar um grupo muito maior de pessoas que lutam contra injustiças.

Não são casos isolados.

.

Taner Kiliç foi preso por defender direitos humanos, por isso é nosso dever nos mobilizar pela sua liberdade. Esperamos que a ausência de provas seja suficiente para que ele seja posto em liberdade definitivamente em breve, para que essa grade que nos separa seja rompida.

.

Assim, ele estará pronto para rever família e amigos e voltar a defender intransigentemente os direitos humanos, como sempre fez.

.

*Fernando N. Furriela é advogado e presidente do conselho da Anistia Internacional no Brasil  | Conteúdo publicado originalmente em Folha de S. Paulo

.

Saiba mais:

Turquia: Tribunal desafia a lógica mantendo presidente do Conselho da Anistia Internacional Turquia preso

Assine a petição que exige liberdade para Taner!

Turquia: Processo contra Taner Kiliç deve ser encerrado depois do relatório policial não encontrar nenhuma evidência de irregularidade

Turquia: Um ano após a prisão de Taner Kılıç, as exigências para sua libertação não serão silenciadas

O grande medo

Em defesa da liberdade de expressão na Turquia

Anistia Internacional

VER TODOS OS POSTS    
Imprimir

Mais Posts

15 de outubro de 2018 Anistia Internacional

O último abraço: a experiência de ter sido professora de Marielle Franco

A experiência de ter sido professora de Marielle Franco, por Claudia Miranda.

10 de outubro de 2018 Gabriela Moscardini Tags:

A crueldade da pena de morte – uma mancha nos governos

A pena de morte é uma violação de direitos humanos conforme definido na Declaração Universal dos Direitos Humanos. É uma punição cruel, desumana e degradante.

15 de setembro de 2018 Anistia Internacional Tags:

O mundo quer saber: quem matou a minha filha Marielle Franco?

Marielle fazia um trabalho de cobrança e incomodava por ser uma mulher, negra, da favela, que ousou estar em um espaço que historicamente não é ocupado por pessoas como ela.
Ver todos os posts
Entre em ação

Atue agora e defenda os Direitos Humanos no Brasil e no mundo.

Atue Agora