Hoje (09/04), as autoridades russas fecharam escritórios de representação da Anistia Internacional e de outras ONGs internacionais. Reagindo à notícia, Agnes Callamard, Secretária Geral da Anistia Internacional, disse:

“O fechamento da Anistia na Rússia é apenas o mais recente de uma longa lista de organizações que foram punidas por defender os direitos humanos e falar a verdade às autoridades russas. Em um país onde dezenas de ativistas e dissidentes foram presos, mortos ou exilados, onde a mídia independente foi difamada, bloqueada ou forçada a se autocensurar e onde organizações da sociedade civil foram proibidas ou liquidadas, você deve estar fazendo algo certo se o Kremlin tenta te calar.” afirmou Callamard.

“O fechamento da Anistia na Rússia é apenas o mais recente de uma longa lista de organizações que foram punidas por defender os direitos humanos e falar a verdade às autoridades russas” Agnès Callamard, Secretária Geral da Anistia Internacional

“As autoridades estão profundamente enganadas se acreditam que, fechando nosso escritório em Moscou, interromperão nosso trabalho de documentar e expor violações de direitos humanos. Continuamos trabalhando para garantir que as pessoas na Rússia possam desfrutar de seus direitos humanos sem discriminação. Redobraremos nossos esforços para expor as flagrantes violações de direitos humanos da Rússia, tanto em casa quanto no exterior.”

“Nunca deixaremos de lutar pela libertação de prisioneiros de consciência injustamente detidos por defender os direitos humanos. Continuaremos defendendo a capacidade do jornalismo independente de relatar fatos reais, livre da intervenção do governo russo. Continuaremos trabalhando incansavelmente para garantir que todos os responsáveis ​​por cometer graves violações de direitos humanos, seja na Rússia, Ucrânia ou Síria, enfrentem a justiça. Simplificando, nunca vamos desistir.”

Continuaremos a trabalhar incansavelmente para garantir que todos os responsáveis ​​por cometer graves violações dos direitos humanos, seja na Rússia, Ucrânia ou Síria, enfrentem a justiça

 

Contexto

Em 8 de abril, o Ministério da Justiça da Rússia retirou o escritório da Anistia Internacional de Moscou do registro dos escritórios de representação das organizações internacionais e ONGs estrangeiras, fechando-o efetivamente junto com os escritórios da Human Rights Watch, Carnegie Endowment for International Peace, Friedrich Naumann Foundation para a Liberdade, Fundação Friedrich Ebert e outras organizações. Esta decisão foi tomada “em conexão com as violações descobertas da legislação russa”.

Em 11 de março, o regulador de mídia da Rússia também bloqueou o acesso ao site em russo da Anistia Internacional.

Mais Publicações