Em resposta à adoção pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU de uma resolução reconhecendo o direito humano a um ambiente seguro, limpo, saudável e sustentável, o Diretor de Legislação e Política da Anistia Internacional, Ashfaq Khalfan, disse: “Esta resolução traz esperança no contexto de desastres climáticos generalizados e crescentes, e é um momento marcante na batalha contra a degradação ambiental. Com a adoção desta resolução, o CDH finalmente reconheceu que o gozo dos direitos humanos depende do meio ambiente em que vivemos. Quando o planeta sofre, nós também sofremos, e em todo o mundo a degradação ambiental está roubando as pessoas de seus direitos.” afirmou.

“As falhas do governo em proteger o planeta e o apoio contínuo às indústrias que destroem o meio ambiente equivalem a um ataque aos direitos humanos em grande escala. Saudamos a adoção há muito esperada desta resolução e agora pedimos aos estados que garantam que ela se traduza em mudanças reais, reconhecendo esse direito em lei em nível nacional e fortalecendo suas leis e políticas ambientais.

Com a adoção desta resolução, o CDH finalmente reconheceu que o gozo dos direitos humanos depende do meio ambiente em que vivemos. Quando o planeta sofre, nós também sofremos, e em todo o mundo a degradação ambiental está roubando as pessoas de seus direitos.” Ashfaq Khalfan

“Também saudamos a adoção hoje da resolução que estabelece o mandato de um Relator Especial sobre Direitos Humanos e Mudança Climática. Ambas as resoluções são o resultado de esforços contínuos de uma ampla gama de atores estatais e não estatais, incluindo defensores dos direitos humanos de todo o mundo. Ambos tornarão mais fácil para a ONU apoiar os estados na melhoria de seu desempenho em questões ambientais. ” confluiu Khalfan.

Mais Publicações