Morte de jovem baiano ainda sem júri é tema de evento nos EUA

(A TARDE) Um caso esquecido por muitos soteropolitanos – o do artista circense Ricardo Matos, morto a tiros aos 21 anos, em 2008, enquanto jogava bola – ganhou repercussão internacional. O crime é tema de palestra em um congresso que começou ontem e vai até amanhã em Saint Louis, no sul dos Estados Unidos.

O encontro da Anistia Internacional busca mobilizar comunidades com problemas semelhantes a partir de casos específicos. Para o assessor de direitos humanos da Anistia Internacional no Brasil, Alexandre Ciconello, o caso de Ricardo se assemelha ao caso Ferguson, em que o policial Darren Wilsonmatou a tiros Michael Brown, de 18 anos, em agosto, nos EUA.

materia_25.10-page-001

10 de abril de 2017

Bom dia Brasil – destaque negativo para o Brasil em relatório da Anistia Internacional

Brasil ganhou destaque negativo no relatório "O Estado dos Direitos Humanos no Mundo" por causa do alto índice de assassinatos e dos homicídios cometidos por policiais.

7 de fevereiro de 2017

GloboNews – Programa Milênio entrevista o Secretário Geral da Anistia Internacional

O Secretário Geral da Anistia Internacional, Salil Shetty fala sobre a crise global de pessoas refugiadas e outros temas relevantes.
Mais destaques da Anistia na Mídia
Atuação

Anistia Internacional está presente em mais de 150 países, com atuação focada na promoção e defesa dos direitos humanos.

Saiba mais