Escreva por Direitos: Chelsea Manning, Estados Unidos

Ação encerrada.

Agradecemos a todas as pessoas que participaram.

©Juan Osborne | ©Daniel Kucera
970
AÇÕES

 

A soldado do Exército dos Estados Unidos Chelsea Manning foi sentenciada a 35 anos de prisão no dia 21 de agosto de 2013, depois de vazar materiais sigilosos do governo dos EUA ao site Wikileaks.

Parte dos documentos indicava possíveis violações de direitos humanos e infrações do direito humanitário por militares dos EUA no exterior, bem como por forças do Afeganistão e do Iraque que operavam junto ao Exército dos Estados Unidos e à CIA.

Chelsea afirma que tinha a intenção de dar início a um debate significativo sobre os custos da guerra, conscientizando as pessoas sobre a conduta dos militares estadunidenses no Iraque e no Afeganistão. Entretanto, como parte de sua defesa, ela foi proibida de afirmar que agia pelo interesse público.

Além disso, outras acusações desnecessárias foram feitas contra ela, como a de ‘ajudar o inimigo’. Ao que parece, essas acusações são uma tentativa de desencorajar futuros autores de denúncias a tentar revelar delitos do governo.

Chelsea ficou detida por três anos enquanto aguardava julgamento, tendo passado 11 meses em condições descritas pelo perito da ONU sobre tortura como “cruéis e desumanas”. Entre outras violações, ela foi mantida confinada 23 horas por dia em uma pequena cela sem janelas para o exterior.

 

Escreva uma carta de apoio para Chelsea Manning

Chelsea está autorizada a receber correspondências, inclusive cartões postais, e faz aniversário no dia 17 de dezembro, caso você queira mandar-lhe um cartão de aniversário. Se você mandar uma foto, as dimensões poderão ser de até 12,7 x 17,78 cm, e as cartas não deverão ultrapassar seis páginas.

Chelsea E Manning 89289, 1400 North Warehouse
Road, Fort Leavenworth, Kansas 66027-2304
Estados Unidos

Leia mais +

Entre em ação

Peça para Barack Obama, Presidente dos Estados Unidos, que ele:

  1. Assegure que Chelsea Manning seja libertada imediatamente.
  2. Garanta que quaisquer abusos contra ela sejam investigados de modo efetivo e sem demora.
  3. Proteja os autores de denúncias que revelem informações que a população tenha o direito de saber, ao invés de acusá-los injustamente.

Assinaturas atuais

Gabriel Leicand  Sao Paulo, Brasil  18 de Dezembro de 2014, 11:28:43
Gisele Silva Souza  São Paulo, Brasil  18 de Dezembro de 2014, 10:42:19
Glauciane Rosolen  Piracicaba, Brasil  18 de Dezembro de 2014, 09:42:56
Anônimo Anônimo  São Paulo, Brasil  18 de Dezembro de 2014, 09:06:59
Anônimo Anônimo  Berlin, Brasil  18 de Dezembro de 2014, 07:38:28
CARREGAR MAIS

Saiba mais

“Eu gostaria de agradecer muito a todos, muito mesmo”

Prisioneiro político, Ales Bialiatski recebeu mais de 40 mil cartas em sua cela na Bielorrússia. Ele foi libertado este ano e nos conta que diferença essas cartas fizeram para ele.

Ações relacionadas

Você possibilitou todos estes reencontros!

Graças a pessoas como você, podemos continuar trabalhando em defesa dos direitos humanos de todas e todos de forma independente.

AÇÃO URGENTE: Adolescente desapareceu durante operação da Polícia Militar

A mãe do adolescente de 16 anos tem recebido ameaças desde que foi a público exigir informações sobre o paradeiro de seu filho.