Escreva por Direitos: Comunidade do Charco, Maranhão

Ação encerrada.

Agradecemos a todas as pessoas que participaram.

©Juan Osborne | ©Daniel Kucera
2214
AÇÕES

 

Durante décadas, a comunidade quilombola do Charco, interior do Maranhão, foi obrigada a pagar uma taxa pelo uso das terras que ocupava a um fazendeiro que se dizia dono do local. O que restava para o sustento das famílias não era suficiente.

Indignados com essa situação, alguns moradores questionaram a legalidade dessa exigência. Se as famílias do Charco eram nascidas e criadas ali, como poderia aquela terra pertencer a outra pessoa? Exigiram então que o fazendeiro apresentasse os documentos que comprovassem que ele era o proprietário. Como ele não tinha o que apresentar, a comunidade parou de pagar.

Depois disso, passaram a sofrer ameaças e atentados e, em outubro de 2010, o presidente da associação de moradores do Charco, Flaviano Pinto Neto, foi assassinado.

Apesar da comunidade já ter sido oficialmente reconhecida como quilombo, a terra que ocupa ainda não foi devidamente titulada. Essa demora no processo de titulação coloca os moradores em situação de extrema vulnerabilidade. Inseguros de sua permanência no local e sofrendo ameaças, eles não podem investir muito no plantio, pois temem ser atacados ou despejados a qualquer momento.

Zilmar Mendes é a atual presidente da associação de moradores e sobrinha de Flaviano. Pouco antes de ser morto, o tio pediu que ela continuasse a luta pelo direito à terra da comunidade caso algo lhe acontecesse. E assim ela fez. Zilmar e as 90 famílias da comunidade estão até hoje mobilizadas para garantir seu direito à terra.

 

Envie um tweet de apoio à comunidade do Charco

Tire uma foto sua com uma placa dizendo “Eu apoio a luta do quilombo do Charco” e envie um tweet com a hashtag #CharcoVive para o Ministério do Desenvolvimento Agrário @mdagovbr pedindo ação imediata.

Leia mais +

Entre em ação

Envie uma mensagem ao Ministro do Desenvolvimento Agrário

Exija que o Ministério do Desenvolvimento Agrário tome todas as medidas necessárias para garantir a imediata e definitiva titulação das terras da comunidade quilombola do Charco.

Assinaturas atuais

Bernardo Mercante Marques  Rio de Janeiro, Brasil  18 de Dezembro de 2014, 11:35:19
Glauciane Rosolen  Piracicaba, Brasil  18 de Dezembro de 2014, 09:44:16
Sidnei Marco Dornelas  Brasília, Brasil  18 de Dezembro de 2014, 09:22:14
Alexandra Almeida  Jundiaí-SP, Brasil  18 de Dezembro de 2014, 09:19:08
Anônimo Anônimo  São Paulo, Brasil  18 de Dezembro de 2014, 09:01:21
CARREGAR MAIS

Saiba mais

“Eu gostaria de agradecer muito a todos, muito mesmo”

Prisioneiro político, Ales Bialiatski recebeu mais de 40 mil cartas em sua cela na Bielorrússia. Ele foi libertado este ano e nos conta que diferença essas cartas fizeram para ele.

Ações relacionadas

Você possibilitou todos estes reencontros!

Graças a pessoas como você, podemos continuar trabalhando em defesa dos direitos humanos de todas e todos de forma independente.

AÇÃO URGENTE: Adolescente desapareceu durante operação da Polícia Militar

A mãe do adolescente de 16 anos tem recebido ameaças desde que foi a público exigir informações sobre o paradeiro de seu filho.