EUA e presidente Trump: parem de punir famílias que buscam asilo!

* Campos obrigatórios

Sergio Ortiz/Amnesty International
10828
AÇÕES

Neste momento, crianças que foram separadas de suas famílias estão sendo mantidas em tendas e enormes armazéns na fronteira entre os EUA e o México, depois de terem que fugir do perigo em seus países de origem.

Embora o presidente dos EUA, Donald Trump, tenha assinado uma ordem executiva para parar a separação de crianças de suas famílias que são detidas por atravessar irregularmente a fronteira EUA-México, o governo disse que pode continuar separando as famílias em outras circunstâncias.

Milhares de famílias já foram separadas e o governo dos EUA não anunciou planos para reuni-las. Alguns pais e familiares que foram separados de seus filhos enfrentam o risco de serem deportados de volta para os países onde suas vidas correm perigo – e onde terão que viver sem saber se verão seus filhos novamente.

A ordem executiva do presidente Trump também direciona que autoridades norte-americanas detenham famílias em busca de asilo, potencialmente por meses ou anos, enquanto esperam por decisões sobre suas reivindicações de asilo. O governo dos EUA está usando esse sistema abusivo como uma tática para impedir pedidos de asilo.

Mais e mais pessoas estão resistindo a esse tratamento cruel – houve protestos, e o ímpeto está crescendo nos EUA e no mundo. Mas a luta não acabou.

Envie um e-mail para o presidente dos EUA, Donald Trump, e exija que o governo dos EUA pare de trancar requerentes de asilo e reúna as famílias separadas.

Texto do e-mail traduzido

Exijo que a prática cruel e desnecessária de separar as famílias que procuram asilo na fronteira sul dos EUA tenha um fim!

O governo dos EUA está agindo deliberadamente para separar as crianças de seus pais ou responsáveis legais. Esta prática prejudica as famílias, traumatiza crianças e adultos e compromete o direito de procurar asilo por perseguição e outros maus-tratos. Separar as crianças dos pais em busca de refúgio é uma violação flagrante contra os direitos tanto dos pais e quanto dos filhos e também é uma violação das obrigações dos EUA sob a lei de refugiados.

Eu peço a você, com urgência, que:

1. Reúna, o mais rapidamente possível, as famílias que foram separadas.

2. Impeça a separação forçada de crianças de seus pais ou responsáveis. As unidades familiares devem ser mantidas juntas de acordo com os padrões internacionais de unidade familiar.

3. Encerre a prática de prender famílias que buscam asilo.

4. Libere e reúna, imediatamente, as crianças e seus responsáveis detidos.

Famílias inteiras foram devastadas por essas ações desnecessárias e cruéis. As famílias merecem estar juntas enquanto procuram asilo nos EUA – os pais estão buscando segurança para suas famílias, assim como qualquer um de nós faria.

Famílias precisam permanecer juntas!

I urge you to immediately end the cruel and unnecessary practice of separating families seeking asylum at the U.S. southern border.

The U.S. government is deliberately acting to separate children from their parents or legal guardians. This practice damages families, traumatizes children and adults, and undermines their right to seek asylum from persecution and other ill-treatment. Separating children from their parents as they seek asylum is a flagrant violation of the human rights of the parents and their children and is also a violation of U.S. obligations under refugee law.

I call on you to urgently ensure the following:

1. Reunify, as quickly as possible, those families that have been separated.
2. Halt the forced separation of children from their parents or guardians. Family units must be kept together in accordance with international standards on family unity.
3. End the practice of detaining families seeking asylum.
4. Immediately release together parents and children in detention.

Entire families have been devastated by these unnecessary and cruel actions. Families deserve to be together as they seek asylum here in the U.S. – parents are seeking safety for their families, just as any of us would do.

Sincerely,

Assinaturas atuais

An?nimo An?nimo  Distrito Federal, Argentina  19 de Outubro de 2018, 09:32:44
Felipe Milanesi   S?o Paulo, Brasil  18 de Outubro de 2018, 14:24:41
isabel feijo  Santa Catarina, Brasil  17 de Outubro de 2018, 17:32:30
Patricia Nascimento  Mato Grosso do Sul, Brasil  17 de Outubro de 2018, 16:51:31
Cristina Teresa Bispo dos Santos  Bahia, Brasil  17 de Outubro de 2018, 09:36:35
CARREGAR MAIS