AÇÃO URGENTE: Justiça para Eduardo!

Ação encerrada.

Agradecemos sua participação. Continuaremos acompanhando este caso e nos mobilizando por justiça !

4191
AÇÕES

A decisão tomada hoje (29/11) pela 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro sobre o caso do assassinato de Eduardo de Jesus Ferreira (10 anos)  resultou no arquivamento do caso. 

No dia 02 de abril de 2015, Eduardo estava na porta de sua casa, no Complexo do Alemão no Rio de Janeiro, esperando sua irmã chegar quando policiais militares dispararam atingindo e matando o menino. Os policiais ainda tentaram remover o corpo do local, em uma tentativa de desfazer a cena do crime, tentaram colocar uma arma para criminalizar a vítima e forjar legítima defesa. Familiares, vizinhos e moradores do local conseguiram se mobilizar e impedir que a cena do crime fosse alterada. Não havia tiroteio no momento em que Eduardo foi morto, mas os policiais alegaram que agiram em legítima defesa.

Em novembro de 2015, a investigação da Polícia Civil concluiu que o tiro que matou Eduardo foi disparado por um policial militar. Mas, ainda assim, afirmavam que os policiais teriam agido em legítima defesa. No entanto, o Ministério Público ofereceu denúncia contra os policiais envolvidos para que eles fossem à julgamento. A decisão de hoje da 2ª Câmara Criminal resulta no arquivamento do caso. Mas ainda cabe recurso por parte do Ministério Público.

O assassinato, por policiais, de um menino de 10 anos, desarmado, que estava na porta de sua casa, onde não havia tiroteio, deve ser devidamente responsabilizado. Os responsáveis por tirar a vida do menino Eduardo devem ir à julgamento.  

Terezinha Maria de Jesus, mãe de Eduardo, segue mobilizada na luta por justiça pelo assassinato brutal de seu filho. Junte-se a ela e exija justiça para Eduardo! 

Envie um email agora ao Procurador Geral de Justiça do Estado do Rio de Janeiro e ao Ministro da Justiça e exija que o caso do assassinato do menino Eduardo de Jesus seja levado à justiça e que os policiais envolvidos sejam devidamente responsabilizados.

ENTRE EM AÇÃO

Envie um email agora ao Procurador Geral de Justiça do Estado do Rio de Janeiro e ao Ministro da Justiça e exija que o caso do assassinato do menino Eduardo de Jesus seja levado à justiça e que os policiais envolvidos sejam devidamente responsabilizados.

Exmo Procurador Geral de Justiça do Rio de Janeiro Marfan Vieira 
Exmo Ministro da Justiça Alexandre de Moraes
 
Escrevo para pedir justiça para o menino Eduardo de Jesus Ferreira e reivindicar que o caso seja levado à justiça e devidamente responsabilizado.Eduardo tinha apenas 10 anos quando foi morto por policiais militares no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, em 02 de abril de 2015. Eduardo estava desarmado, não oferecia qualquer risco e estava na porta de sua casa esperando sua irmã chegar, quando foi atingido por disparo feito por policiais militares. Não havia tiroteio no local neste momento. Os policiais ainda tentaram alterar a cena do crime e retirar o corpo do local, em uma tentativa de garantir a impunidade.
Não aceito que a morte de Eduardo seja classificada como legítima defesa e reivindico que todas as medidas sejam  tomadas para garantir que o caso seja levado à justiça e que os policiais envolvidos sejam devidamente responsabilizados.

Assinaturas atuais

Marisa Vassimon   Rio-de-Janeiro, Brasil  01 de Fevereiro de 2017, 23:09:49
Thamiris Reis Baron  S?o-Paulo, Brasil  01 de Fevereiro de 2017, 16:09:09
An?nimo An?nimo  Rio-de-Janeiro, Brasil  01 de Fevereiro de 2017, 02:06:51
Lucas Guimar?es Garcia  S?o-Paulo, Brasil  31 de Janeiro de 2017, 22:49:06
An?nimo An?nimo  Rio-de-Janeiro, Brasil  31 de Janeiro de 2017, 22:45:41