Vitórias que você ajudou a construir em 2018

Sim, eu quero me tornar um Defensor da Liberdade!

Valor da doação

Forma de Doação


Forma de pagamento

Termine de preencher seus dados. Após finalizar, o boleto será enviado para seu e-mail.

Para manter o mesmo impacto todos os anos, o reajuste anual é aplicado sobre o valor da colaboração conforme o Índice de preços ao consumidor (IPCA).

DADOS PESSOAIS


ENDEREÇO

* Campos obrigatórios

Teodora Vásquez. Foto: Amnesty International

Em 2018, quase sete milhões de apoiadores da Anistia Internacional se mobilizaram – protestando, escrevendo cartas, assinando petições e muito mais – para defender e promover os direitos humanos em todos os lugares. Essas ações causaram um impacto enorme: pessoas presas injustamente foram libertadas, leis foram mudadas e pessoas corajosas em todo o mundo usaram suas vozes para fazer a diferença!

Mesmo diante de vários obstáculos e de violações de direitos aqui e em todo o mundo, mais uma vez, a nossa mobilização mostrou ao que veio e que tem muito poder de frear retrocessos e de transformar a vida de muitas pessoas. Com seu apoio e doação, podemos continuar com força total a nossa mobilização em defesa de direitos humanos em 2019.

E não foram poucos motivos pra celebrar este ano, viu?

Teodora Vásquez é libertada após 10 anos de detenção injusta

Com o seu apoio, Teodora Vásquez, por fim, sentiu a liberdade merecida depois de passar 10 anos atrás das grades em El Salvador. Ela havia sido condenada a 30 anos de prisão por sofrer um aborto espontâneo e foi libertada em fevereiro após um tribunal reduzir a sua pena. Através de petições, protestos e outras ações, estivemos em campanha para Teodora ser libertada desde 2015.

Sérgio Sánchez deixa a prisão depois de 8 anos atrás das grades injustamente

Também em fevereiro, Sergio Sánchez foi libertado da prisão no México depois de passar quase oito anos preso por homicídio com base em evidências falsas e inconsistentes e com condenação em um julgamento falho. Seus advogados acreditam que o trabalho dos apoiadores da Anistia Internacional, que participaram de passeatas e manifestações, foi fundamental para conseguir sua libertação.

Sentença de morte da menina Noura Hussein é revogada

Graças à mobilização de mais de 400 mil pessoas em todo o mundo, conseguimos, em junho, anular a sentença de morte e preservar a vida de Noura Hussein. A menina de apenas 19 anos havia sido condenada à morte no Sudão por matar em legítima defesa o homem com o qual ela foi obrigada a se casar e que a violentava.Você também nos ajudou no caso da ativista Mẹ Nấm, que foi condenada a 10 anos de prisão por falar a verdade e criticar pacificamente o governo do Vietnã na internet. Depois de passar dois anos atrás das grades, finalmente, ela foi libertada em outubro!

Blogueira e ativista é solta após dois anos e meio de prisão no Vietnã

Você também nos ajudou no caso da ativista Mẹ Nấm, que foi condenada a 10 anos de prisão por falar a verdade e criticar pacificamente o governo do Vietnã na internet. Depois de passar dois anos atrás das grades, finalmente, ela foi libertada em outubro! Agora, Mẹ Nấm pôde recomeçar a vida como uma mulher livre e ao lado da sua família que há tanto tempo lhe esperou.

Descriminalização de relações consensuais entre pessoas do mesmo sexo na Índia

Finalmente, a Suprema Corte da Índia descriminalizou relações consensuais do mesmo sexo entre adultos e acrescentou que qualquer discriminação baseada na orientação sexual é uma violação dos direitos fundamentais garantidos pela Constituição.

Ajude-nos a alcançar novas vitórias em 2019

Com o seu apoio e doações, somos capazes de fazer mais mudanças positivas, exigindo justiça, liberdade e dignidade para pessoas cujos direitos foram negados.

A Anistia Internacional depende de pessoas como você

A Anistia Internacional não aceita financiamento de governos ou organizações políticas para o nosso trabalho de campanha e advocacy. Essa independência financeira significa que podemos fazer campanhas com objetividade, autonomia e imparcialidade e defender os direitos humanos em todo o mundo.

Vem com a gente! Some sua voz a essa luta por direitos!