União Européia: leis Orwellianas de combate ao terrorismo sufocam direitos sob pretexto de defendê-los

País: União Européia
© Alexander Koerner/Getty Images

Centenas de pessoas foram mortas e feridas em violentos ataques de terrorismo na União Europeia em 2015 e 2016. A necessidade de proteger as pessoas de tal violência desenfreada é urgente. Este relatório dá uma visão sobre a segurança nacional e mostra o quão generalizada e profunda a “securitização” da Europa se tornou. Trata-se de oito temas: os estados de emergência, o princípio da legalidade, o direito à privacidade, a liberdade de expressão, o direito à liberdade, a liberdade de circulação, a eliminação da nacionalidade e a proibição de enviar pessoas para lugares onde correm o risco de serem torturadas.

**Relatório em Inglês

MAIS RELATÓRIOS

Ignorados e desprotegidos: a devolução mortal de centro-americanos solicitantes de asilo no México

O relatório analisa os resultados de uma pesquisa realizada pela Anistia Internacional com 500 migrantes e pessoas que solicitam asilo viajando pelo México.

Não é Hora de Voltar Para Casa: retornos insustentáveis de refugiados à Somália

Milhares de refugiados somalis que foram pressionados a sair do campo de Dadaab, o maior do mundo, agora enfrentam seca, fome e novos deslocamentos na Somália, afirma Anistia Internacional.

Ataques letais mas evitáveis: assassinatos e desaparecimentos forçados daqueles que defendem direitos humanos

O relatório aborda as mais graves violações contra os defensores dos direitos humanos: assassinatos e desaparecimentos forçados.
Mais publicações
Informes Anuais

A cada ano, um resumo do estado dos direitos humanos em centenas de países.

Saiba mais
Frentes de atuação

Descubra nossas formas de atuação e junte-se a nós na defesa dos direitos humanos!

Saiba mais