Pena de Morte e execuções em 2014

©Amnesty International

Pena de Morte e execuções em 2014

Em seu relatório anual sobre a pena de morte em todo o mundo, a Anistia Internacional concluiu que um número alarmante de países utilizou a pena capital para combater supostas ou reais ameaças à segurança nacional ligadas ao terrorismo, ao crime e à instabilidade interna em 2014.

O número de sentenças de morte registradas em 2014 deu um salto de quase 500 casos em comparação com 2013, principalmente em razão de um aumento agudo no Egito e na Nigéria, incluindo a condenação em massa em ambos os países, em um contexto de conflito interno e instabilidade política.

*Leia o relatório completo em inglês ou outros idiomas.

Saiba mais

Pena de Morte no Mundo: aumento nas sentenças em 2014 é tentativa fracassada de combate ao crime e ao terrorismo

 A pena de morte em 2014: Fatos e números

A punição final: Saiba mais sobre pena de morte

MAIS RELATÓRIOS

Informe 2018: Balanço Geral

Publicação com as principais atividades realizadas pela Anistia Internacional Brasil no ano de 2018

Salvar vidas não é crime: Assédio politicamente motivado contra defensores de direitos humanos de pessoas migrantes

O governo dos EUA executou uma campanha de ameaças, assédio e investigações criminais ilícitas e politicamente motivadas contra defensores de direitos de pessoas migrantes na fronteira EUA-México.

Fome de Justiça: crimes contra a humanidade na Venezuela

Execuções extrajudiciais, detenções arbitrárias, mortes e ferimentos causados pelo uso excessivo da força fazem parte da lista de abusos do governo de Nicolás Maduro.
Mais publicações
Informes Anuais

A cada ano, um resumo do estado dos direitos humanos em centenas de países.

Saiba mais
Frentes de atuação

Descubra nossas formas de atuação e junte-se a nós na defesa dos direitos humanos!

Saiba mais