Iraque: Fechar os olhos ao armamento das Unidades de Mobilização Popular

Região: Oriente Médio
País: Iraque
IRAQUE SITE

A proliferação de armas e munições para as milícias em todo o Iraque teve impactos devastadores sobre civis, arrastando o país para uma espiral de insegurança e instabilidade. No contexto do conflito contra o EI, as milícias operando com o apoio das Unidades de Mobilização Popular (PMU) executaram, torturaram e sequestraram extrajudicialmente milhares de homens e meninos. A UGP continua a utilizar uma vasta gama de armas e munições para cometer ou facilitar violações graves dos direitos humanos e violações do direito internacional humanitário com impunidade. É necessário o controle mais rigoroso da transferência de armas para evitar novas violações dos direitos humanos.

**Relatório em inglês

MAIS RELATÓRIOS

Quênia: Matem esses criminosos: violações das forças de segurança nas eleições quenianas de agosto de 2017

O relatório documenta como depois de manifestações contrárias à posse do presidente, a polícia do Quênia fez uso excessivo da força para reprimir. Somente em Nairobi pelo menos 33 pessoas foram mortas

Peru: Estado tóxico: violações de direito à saúde dos povos indígenas em Cuninico e Espinar

O governo peruano não está atendendo a saúde de centenas de pessoas indígenas cujas únicas fontes de água estão contaminadas com metais tóxicos e que sofrem com a falta de acesso a uma saúde adequada.

O próximo Secretário Geral da Anistia Internacional pode ser você!

Este cargo representa a oportunidade de tornar-se nosso principal dirigente como Secretário Geral do maior e mais influente movimento pelos direitos humanos em todo o mundo.
Mais publicações
Informes Anuais

A cada ano, um resumo do estado dos direitos humanos em centenas de países.

Saiba mais
Frentes de atuação

Descubra nossas formas de atuação e junte-se a nós na defesa dos direitos humanos!

Saiba mais