.

Igualdade, respeito e justiça são marcas do espírito olímpico.

Porém, com o elevado número de casos de homicídios, execuções e outros abusos cometidos pela polícia na Cidade Olímpica, fica a pergunta: qual será o legado da Rio2016 para a segurança pública do país e do Rio de Janeiro?

Desde que a cidade foi foi escolhida para sediar os Jogos, mais de 2.500 pessoas foram mortas pela polícia na cidade do Rio de Janeiro. Apenas em 2015, a polícia cometeu 1 em cada 5 homicídios registrados na capital.

Repressão violenta a protestos, homicídios em operações policiais em favelas e periferias e as Forças Armadas destacas para o policiamento de algumas áreas da cidade são algumas das preocupações com a realização das Olimpíadas no Brasil.

 

Insistir no erro é…

A publicação “A violência não faz parte desse jogo! Risco de violações de direitos humanos nas Olimpíadas Rio 2016″ mostra que os organizadores dos Jogos estão cometendo os mesmos erros que provocaram aumento no número de homicídios e violações de direitos humanos desde a Copa do Mundo de 2014. Não queremos que, mais uma vez, o legado do mega evento esportivo seja um rastro de violência e repressão.

Juntos podemos virar esse jogo.

 

Notícias

Mais Campanhas

Defenda quem tem coragem!

Você pode nos ajudar a defender pessoas que dedicam as suas vidas para lutar pelos direitos humanos, lutar pela sua comunidade e por todos nós.

Dia de Doar

O Dia de Doar é um dia em que pessoas do mundo inteiro se mobilizam para arrecadar fundos por uma causa que os inspira. Participe deste dia especial!

Escreva por Direitos 2016

Faça a diferença na defesa dos direitos humanos de pessoas e comunidades ao redor do mundo
Todas as Campanhas