15 de maio de 2018 Anistia Internacional Tags: , ,

“Oi, eu me chamo Marielle” Foto: AF Rodrigues/Anistia Internacional
Logo depois da morte do meu filho, recebi uma ligação de uma mulher se identificando como Marielle. Eu não a conhecia.

Resultados

Conheça alguns dos casos de sucesso que foram trabalhados pela Anistia Internacional.

Saiba mais