Maurício Santoro
Cientista político e assessor de direitos humanos da Anistia Internacional Brasil

19 de abril de 2015

Um Dia de Preocupação e Memória © Amnesty International
Em 2015, o Dia do Índio é celebrado em meio a temores diante da nova formação do Congresso Nacional, com grupos de interesse vinculados ao agronegócio e à mineração.

27 de fevereiro de 2015

Relatório da Anistia Internacional destaca violência no mundo e crise da segurança pública no Brasil Maurício Santoro | © AF Rodrigues
Maurício Santoro, assessor de direitos humanos da Anistia Internacional, fala sobre relatório 2014/2015, que fornece uma visão abrangente de direitos humanos em 160 países.

20 de fevereiro de 2015

Pena de morte: uma visão global e o papel do Brasil T
Somos pioneiros em acabar com a execução oficial por parte do Estado, mas as polícias matam seis por dia.

13 de fevereiro de 2015

Venezuela: um ano de protestos Protesto em Caracas. | © Carlos Becerra
Um ano depois dos grandes protestos, há receio de mais tensões no país pela decisão do presidente em autorizar as Forças Armadas a atirar para matar em manifestações.

12 de fevereiro de 2015

Indonésia: Execução de pessoa com transtorno mental é proibida pela legislação internacional Rodrigo Gularte, diagnosticado com esquizofrenia paranoide, está no corredor da morte na Indonésia por tráfico de drogas.
Em carta à Anistia Internacional, a família de Rodrigo Gularte, brasileiro condenado à morte na Indonésia, reflete sobre sua história e pede clemência.

15 de janeiro de 2015

Precisamos conversar sobre a Nigéria ©Amnesty international
Na mesma semana em que o mundo parou para acompanhar os massacres em Paris, o Boko Haram realizou uma carnificina, além de raptar mulheres e meninas.

12 de janeiro de 2015

Reconstruindo o Haiti ©Amnesty International
Em janeiro de 2010 um terremoto devastou o Haiti e deixou um em cada cinco habitantes desabrigados. Passada meia década, persiste uma grave situação humanitária.

25 de novembro de 2014

México: guerra, impunidade, desaparecimentos Marcha Ayotzinapa no México, outubro de 2014. | ©Amnistia Internacional México/Alonso Garibay
A tortura é comum no país, assim como a impunidade. Entre 2010 e 2013, das sete mil denúncias de tortura, apenas sete resultaram em condenações.

23 de setembro de 2014

Quatro lições alemãs sobre memória Galeria do Lado Oriental. Representa o que se vê pela janela em cada país - na Alemanha, se via o muro. | ©Maurício Santoro
Memória, Verdade e Justiça: No contexto dos trabalhos das comissões da verdade e de altos níveis de violência cotidiana no Brasil, temos muito o que aprender com as políticas de memória da Alemanha.

15 de maio de 2014

Riocentro: o início do fim da impunidade Corpo do sargento Guilherme Pimentel do Rosário dentro do carro destruído após a explosão.
Pela primeira vez a justiça brasileira aceitou denúncia criminal contra agentes do Estado por crimes cometidos durante a ditadura.

Resultados

Conheça alguns dos casos de sucesso que foram trabalhados pela Anistia Internacional.

Saiba mais