Às vésperas da final da Copa do Mundo, quando há protestos marcados no Rio de Janeiro, a notícia de que cerca de 20 manifestantes foram presos hoje (12) na cidade (e outros estariam com prisão temporária decretada) é preocupante por parecer repetir um padrão de intimidação que já havia sido identificado pela organização antes do início do mundial.

A liberdade de expressão e manifestação pacífica são um direito humano e devem ser respeitados e garantidos pelas autoridades em todas as situações, inclusive durante a Copa do Mundo. Ninguém deve ser detido ou preso apenas por participar de uma manifestação e exercer tal direito.

A Anistia Internacional pede às autoridades do Rio de Janeiro que: 

- garantam o direito de reunião e manifestação pacífica e parem de agir de forma a intimidar os manifestantes;  

- garantam que todos aqueles detidos tenham total acesso à assistência legal e aconselhamento jurídico, e que advogados sejam autorizados a exercer suas funções profissionais sem intimidação, obstáculo ou interferência imprópria. 

 

 

Privacidade de comentários

Os comentários neste site são moderados e não refletem necessariamente a política ou a posição da Anistia Internacional. Por favor, para obter orientações, leia as Normas Comunitárias. Nosso sistema de comentários é terceirizado, através do Disqus. A utilização desse serviço está sujeitos à Política de Privacidade do Disqus.

Email